28.11.05

Ainda ... na cozinha da São - 5

Este sábado despedi-me do feijão de debulhar , agora só para o ano que vem . Ainda arranjei meio quilo e despachei-o num misto de feijoada e sopa de feijão , ou seja , um prato de feijões com muito caldo ...
Comecei por cozer o feijão durante 30 minutos , com uma cebola , uma cenoura e uma folha de louro . Na parte final da cozedura juntei o sal e deixei o feijão arrefecer no caldo . Deitei fora o grupo dos aromatizantes e guardei feijão e caldo .  
Cozi 6 salsichas frescas que depois de terem arrefecido , cortei às rodelas
Descasquei uma batata e uma cenoura. Parti a cenoura às rodelas e a batata em cubos pequenos .
Cozi os legumes no caldo de cozer os feijões e no final juntei as salsichas e os feijões . Deitei um fio de azeite e .... comeu-se tudo com umas fatias fininhas de pão de mistura .

25.11.05

Na cozinha da São - 4

Gosto muito desta coisa de embrulhar uns filetes, de peixe, em papel de alumínio bem fechado e levá-los ao forno, com umas coisas para dar sabor.

Desta vez foram uns centros de pescada , arrumados no dito alumínio, já untado com um pouco de azeite, e depois completados com uma colher de café de curcuma em pó (açafrão da índias) , sal , uma pitada muito ligeira de pimenta de Caiena , podia ser pimenta normal mas agora a que tenho é esta ,   cebola às rodelas , tomate cereja cortado ao meio , uns pés de coentros e mais um pouco de azeite.  Fechado o embrulho , foi o peixe para o forno já quente , durante meia hora . Para acompanhar fiz  apenas arroz .

Assim vamos indo , com comidinhas singelas , até regressar à minha cozinha ... será para a semana que vem ?

21.11.05

Fim de semana


Durante o Fim de semana não se passou nada de especial na cozinha da São , fiz uma jardineira e um caril . Do caril posso dizer que era de carne , estava picante por causa da pimenta de cayenne , tinha muito coco e umas batatas , um acrescento que às vezes faço no caril de carne e que aprendi no restaurante Cantinho do Aziz .
No sábado fui fazer o jantar a outra cozinha . Foi um prato simples e rápido de fazer mas muito bom,  “Lacinhos com gambas e brócolos”
Cozi as gambas e guardei
Deixei os brócolos  levantar fervura , baixei o lume e 5 minutos depois apaguei . Passei os legumes por água fria para não perderem a cor  .
Cozi a massa .
Levei ao lume uma frigideira com 1 dente de alho e azeite , para saltear primeiro as gambas e depois os brócolos . Juntei tudo à massa e servi .

18.11.05

Tosta

Com o diria um amigo meu – I’m sorry !!!

Isto sim é uma tosta mística

Na cozinha da São - 3

Ontem fiz de novo espaguete , a despensa é um conceito provisoriamente inexistente e vou gastando o que há , para não encher esta casa temporária de mercearias que depois se iriam estragar .
Com o espaguete decidi fazer umas almôndegas com molho de tomate . Uma coisa muita simples, como a minha filha gosta , a carne de vaca picada foi temperada apenas com sal e oregãos e depois fiz bolinhas pequenas – bastante mais pequenas que as almôndegas normais que passei por um pouco de pão ralado e fritei em azeite .
Feito isto fiz, o molho de tomate com 2 chalotas – enquanto houver chalotas é disto que gasto – que refoguei em azeite e às quais depois juntei uma lata de tomate pelado , uma colher de chá com oregãos , uma colher de café com sal e outra com açúcar . Deixei em lume baixo durante 30 minutos e depois juntei as almôndegas durante 5 minutos .  

Comidas com a massa e queijo ralado, as mini almondegas estavam muito boas .

16.11.05

Blogs

Sempre que procuro novos blogs de “comidinhas” , encontro casos sérios , como este Cocinália.

Foi de lá que tirei este parágrafo com o qual não posso estar mais de acordo .

Menos mal, que uno siempre se puede tomar un pulpo á feira para descansar. Espero que esta sea una de las costumbres que nunca desaparezca, porque con el camino de prohibiciones que llevamos en Europa no me extrañaría en absoluto que cualquier día nos levantasemos con una nueva normativa diciendo que comer al aire libre es malo para la salud...


Também por lá esta receita de risotto de laranja ...    

15.11.05

Na cozinha da São - 2

Ontem fiz o tal puré de batata, que arrumei no tabuleiro fazendo uma coroa. Preenchi o centro com o resto do frango de fricassé foi para o forno 20 minutos.

Como a São ( a dona da cozinha e do resto da casa ) ia lá jantar , também preparei uns cogumelos muito simples ( até um pouco simplórios ) .

Limpei e tirei o pé a 1 dúzia de cogumelos . Fritei ligeiramente as campânulas ( é assim que se chama a parte de cima dos ditos ? ) dos dois lados , deitei um pouco de sal e  guardei .
Deitei umas colheres de azeite na panela e salteei duas colheres de sopa de bacon aos cubos . Tirei do lume e guardei num outro prato ( não o das campânulas ) .
Deitei uma colher de azeite na panela e fritei ½ papo-seco, transformado em migalhas com as mãos pois também não tenho 1-2-3 . Tirei do lume e guardei no ultimo prato disponível.
Piquei duas chalotas ( é o que há ) e levei ao lume , juntei os pés dos cogumelos picados e quando começaram a alourar juntei o bacon, 5 folhas de salva  inteiras e por fim o pão. Tirei do lume e despejei tudo para um dos pratos ...
Deitei mais 1 colher de azeite na frigideira e voltei a por as campânulas dos cogumelos ao lume e juntei-lhes a mistela picada . Foi só dar uma aquecidela e comer . Claro que antes de comer tive de lavar todos os pratos e talheres que usei , por causa das restrições já conhecidas .
Hoje vou jantar fora e amanhã também por isso não vai haver novidades.
    

14.11.05

Na cozinha da São – 1

Realizar jantares pouco complicados , ou pelo menos que precisem de poucas coisas , é o que resulta da minha situação actual .
Ontem, fiz o primeiro e dei pela falta de muitos utensílios, mas a coisa lá foi andando .  Comecei por ir às compras, com o objectivo de não regressar com uma cozinha completa e como tal, decidi antes que queria fazer frango de fricassé . Assim , comprei:
1 frango
1 alho francês
1 embalagem de chalotas
1 garrafa de azeite
6 ovos
1 molho de salsa
2 limões
1 pacote de sal ( de Tavira  )
1 pacote de espaguete

Em casa, desempacotei o frango e dei logo por falta de uma tábua onde o pudesse desmanchar . Tive de o fazer num prato ...
Depois de separado em partes ( pernas , asas , peitos e o resto ) levei tudo a ferver com a parte verde dos alhos franceses , um pouco de salsa , uma chalota e sal – faltaram a cenoura e a folha de louro .
Depois de cozido o frango, tirei-o do lume , deixei arrefecer , desossei e guardei o caldo e os ossos numa tigela de plástico,  para depois usar . Lavei a panela pois precisava dela para cozer o espaguete .
Enquanto cozia a massa , descasquei 3 chalotas , que tive de picar no mesmo prato ( foi a segunda vez que dei pela falta da tábua ) . Escorri e guardei a massa  , deitei o caldo e os ossos na panela e pus de novo a ferver . Na segunda panela ( sim , usei 2 , mas a segunda era muito pequena para cozer a massa !!!), deitei 3 colheres de sopa com azeite e refoguei as chalotas . Temperei com sal ,  juntei os pedaços de frango e fui mexendo para alourarem um pouco . De seguida deitei uma chávena de caldo e deixei fervilhar durante aproximadamente 10 minutos .
Deitei 3 ou 4 colheres de caldo numa chávena e depois de arrefecer um pouco , juntei duas gemas e uma colher de sopa de salsa picada , misturei tudo e juntei ao frango 1 minuto antes de apagar o lume ( a futura gripe das aves vai-nos obrigar a cozinhar os ovos durante mais tempo ) .   Com o lume apagado espremi para a panela o sumo de meio limão . Comemos o frango com o seu excelente molho e o espaguete em pé ,  porque não há mesa nem cadeiras  . A carne e o molho que sobraram serão comidos hoje ao jantar com puré de batata ( daquele congelado que é só juntar leite e fica excelente ) , o resto do caldo está prometido à minha filha que adora canja por isso hoje tenho uma lista de compras reduzida . Puré congelado , leite e massa de pevide !

Mahanandy

Cada vez gosto mais do Mahanandy. É sem dúvida o meu culino-blog preferido.  

Fim das férias

Voltei das férias mas continuo sem a minha cozinha . Agora estamos (bem) asilados em casa de uma  amiga ( obrigado São ) onde há um fogão , duas panelas , um escorredor  , uma varinha mágica e pouco mais . Ontem consegui fazer frango de fricassé com esparguete . Já conto como foi ...